Title Image
A Associação

A Pista Mágica – Escola de Voluntariado é a materialização de um projeto desenhado durante alguns anos (entre 2006 e 2008). Esta surge, segundo Sónia Fernandes, a sua fundadora, da necessidade de capacitar os agentes da solidariedade em Portugal, especificamente na área do voluntariado. Porque boa vontade não basta, é necessário agir com qualidade e competência.

É a primeira Escola de Voluntariado em Portugal, nascida em julho de 2008. Trata-se de um projeto inovador na área social, dado ser composto por pessoas com altos níveis de exigência e competências. Os seus fundadores e dinamizadores são elementos com experiência e capacitação na área, provenientes de universos complementares, nomeadamente no âmbito do voluntariado, cooperação internacional, saúde, economia, gestão, formação profissional, artes, entre outros. Acumulam-se e consubstanciam-se saberes e experiências dos setores governamental, não-governamental e empresarial.

Atualmente, a associação encontra-se numa fase de franco crescimento.

 

Pode descarregar o nosso Dossier Institucional:

A nossa história

O início dos voos

Depois de muitos anos de experiência no vasto universo do voluntariado, a Sónia Fernandes, atual Presidente da organização e a Tesoureira, Ana Vasconcelos, lançam, de mãos dadas com pessoas com o coração no mesmo lugar, o projeto que haviam vindo a desenhar: uma Escola de Voluntariado, criada com o propósito de promover um voluntariado mais competente e comprometido. Esta Escola de Voluntariado – a primeira em Portugal – nasce com o nome de Pista Mágica, não fosse este um caminho pleno de magia rumo a um mundo mais voluntário.

Missão

É lançada a primeira publicação de preparação de pessoas para Missões de Cooperação Internacional: o livro “Sobreviver em Missão”.
A Pista Mágica é reconhecida como ONGD – Organização Não Governamental para o Desenvolvimento.

Todos temos asas

O Ano Europeu do Voluntariado é assinalado pela organização com o lançamento do primeiro livro infantil sobre voluntariado – “Todos temos asas, mas apenas os voluntários sabem voar” –, uma edição ilustrada recomendada pelo Plano Nacional de Leitura (PNL), onde o Júnior e o coelhinho Cândido exploram os conceitos de voluntário, voluntariado e cidadania.

CADEI: a metodologia

É criada pela Sónia a metodologia CADEI (CApacitação, Diagnóstico, Experimentação, Impacte), uma metodologia inovadora de capacitação em Gestão de Voluntariado que contempla, para além da formação, outros aspetos de capacitação que potenciam a aplicação efetiva dos conhecimentos no modus operandi das entidades.

Um primeiro VOAHR

Com a certeza de que é urgente compreender a metodologia no terreno, é lançada a primeira edição do projeto VOAHR – Voluntariado Organizado para uma Ação Humanitária de Referência (marca registada), que decorreu de outubro de 2014 a março de 2016, no âmbito do Programa Cidadania Ativa, financiado pelo EEA Grants e gerido pelo organismo intermédio Fundação Calouste Gulbenkian, com a FNAJ (Promotora), o IPDJ e a Asserbiz (parceiros) e a Pista Mágica (Implementadora).

Um ano de reinvenção

Um ano de transformação. Num ano particularmente desafiante, percebemos que consciencializar e capacitar para um voluntariado mais capaz não era suficiente. Quando as necessidades se agudizam e as respostas falham, são necessárias soluções no terreno. Ativámos, por isso, um novo eixo de atuação – a operacionalização de programas de voluntariado –, tendo começado com os projetos Apoio Maior e Apoio Jovem ao Estudo Online, em parceria com o IPDJ – o qual recebeu uma menção honrosa do Prémio Manuel António da Mota.. 

2020 foi também o ano em que vimos nascer a terceira edição do projeto VOAHR (VOAHR Interior) e crescer a equipa como nunca. Foi o ano em que nos debruçámos sobre aquilo que nos compõe. Sobre uma missão que não cessa e se torna ainda maior; sobre uma visão de crescimento interno e extensão da nossa ação; sobre a importância de valores como a inovação, a colaboração e a transparência para a construção de um mundo mais justo e para todo(a)s.

Gestão de Voluntariado: um manual

É lançada, no I Encontro Intermunicipal do projeto VOAHR Municípios, a versão portuguesa daquela que é considerada, a nível internacional, a “bíblia” da Gestão de Voluntariado, de Steve McCurley e Rick Linch: o “Manual Completo de Gestão de Voluntariado”.

É realizada a primeira Pós-Graduação de Gestão de Voluntariado em Portugal, em parceria com o ISSSP.

VOAHR pelos Municípios

Nasce um novo projeto VOAHR, desta vez destinado à dinamização do voluntariado a nível local através do trabalho de proximidade com 14 municípios da Área Metropolitana do Porto: o VOAHR Municípios. Um projeto que, com o horizonte temporal de três anos, conta com o financiamento do Portugal Inovação Social – Parcerias para o Impacto (POISE) e como investidores sociais os municípios de Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia.

CADEI: Inovação Social

É apresentado um estudo que comprova que, tanto a nível de conhecimento científico como de conhecimento prático, a metodologia CADEI é um exemplo de Inovação Social, eficaz na capacitação de organizações em Gestão de Voluntariado, e impulsionadora não só um aumento no conhecimento, mas também de alterações nas estratégias de Gestão de Voluntariado.

Destino? Europa

A Pista Mágica dá o seu primeiro passo para a internacionalização, com a parceria no projeto Erasmus+ EVOLVET (European VOLunteer coordinators Vocation Education and Training). Seguiram-se vários projetos a nível europeu, designadamente, o Levol-app, em que assumimos a coordenação e que cuja pontuação atingiu o valor máximo (100 pontos), o GO Alive, o TRAINEE e o Glocal Move.